sexta-feira, 15 de abril de 2011

Lira aos Cartunistas

Dedico este meu trovar ao cartunista Louiz, grande camarada.

Bardo de traços e contornos
Formas e cores
Tatuas no alvo papel
O que tens esboçado na alma
Materializas devaneios
Ilustras pensamentos
Escreves por desenhos
Rediges em imagens
Desenhas fantasias
Que no papel se cria
No contorno ganhando vida
Num transmutar do sonho
Que por fim se concretiza

Lhe invejo
Menestrel da Terceira Arte
Pois de uma imagem
Faz milhares de palavras
Gritos oculares
Num rápido olhar de sua criação
Já declamaste um discurso intenso e extenso
E ainda faz da imagem entendida
Coisa que a escrita não explica

Eis contraventor, anarquista
Bendictus Subversista
De papel, lápis e tinta
A riscar
Formas que fogem do real
Que é mundano, irracional
Cinza, frio e bruto.

Senhor dos Quadros
Que enquadra fatos
De cunho real surrealista
Imaginário realista
Desta vida corrida
Que em sua ironia
Ilustras paralitica

5 comentários:

  1. Hum, ciuminho agora? Hahahaha, eu hein!!!

    ResponderExcluir
  2. Cara tu me emocionou!!!!!

    não sei pq mas acho q talvez as pessoas estão começando a me entender !!!

    ou sei lá talvez a maneira mais fácil seja não tentar apenas abastrair!!!!

    Vandéo não para de escrver nem mesmo q suas próproas paredes lhe pessam para se calar...

    o mundo precisa de voz, escrita e acima de tudo amor pelo q se faz

    ResponderExcluir
  3. Não... pelo contrário, estou feliz de finalmente o povo estar enxergando nossa determinação e vontade em nosso projeto. (eu sei que vc escreveu isso para o louiz e n diretamente a nosso projeto, mas uma coisa leva a outra XD)

    E concordo com o que o Louiz disse, continue escrevendo pois o mundo necessita de pessoas com voz mais ativa!!!

    ^^v

    ResponderExcluir

O que achas?!